O Brasil no Cenário Econômico Mundial

Temos lido bastante sobre a posição do Brasil no cenário econômico mundial, o interesse que isso tem gerado em nações que há pouco mal enxergavam qualquer potencial na nossa economia, a segurança que vários países têm creditado a nós, e a famosa frase de que “o Brasil é o país do futuro”.

Partindo daí, achei importante, principalmente para os investidores do mercado imobiliário, que todo esse cenário seja explicado e traduzido em informações bastante compreensíveis, para que possamos entender esse “momento”, e para que possamos confiar e com isso aproveitar todos os benefícios dessa saúde econômica, que impacta diretamente o setor imobiliário.

 

200 países em 200 anos

 

Como podemos observar, o Brasil deixou há algum tempo de ser o país do futuro, para ser o país do momento, e isso se mostra nos dados econômicos de comparação mundial, como o PIB brasileiro, que em 2010 teve um crescimento de 7,8% enquanto o PIB mundial conquistou um crescimento de apenas 4,7%. E na projeção para este ano, as estimativas nos dirigem para 4,3% de ambos.

pib mundial

PIB Mundial

 

pib brasil

PIB Brasileiro

 

Em números absolutos, o Brasil figurou como a terceira economia mundial, com um PIB de R$ 3,675 trilhões, atrás apenas da China, e da Índia. E já no ranking da revista The Economist, estamos listados como a 7a economia do planeta, à frente da Itália, Rússia, Espanha, etc.

pib brasil no mundo

 

O cenário positivo atual tende a continuar seu desenvolvimento, estimando-se que até 2014 tenhamos obtido uma média de 5,1% de crescimento.

crescimento eco

 

Atrelado a todo esse desenvolvimento econômico, que trouxe tamanha visibilidade ao país, está também o amadurecimento da população que passa a se comportar de maneira muito diferente dos investidores de 20 ou 30 anos atrás, em que a economia encontrava-se em outro patamar.

De 2003 a 2009, 23 milhões de brasileiros saíram da pobreza ampliando a classe C, e até 2014, mais 15 milhões devem passar pelo mesmo crescimento.

Isso se traduz em um mercado bastante consistente e maduro, já que os novos compradores de imóveis, têm à sua disposição, não apenas mais informações sobre as empresas e sobre os produtos, mas seu poder de compra aliado ao crédito disponível, proporciona uma maior exigência e consciência de suas realizações e possibilidades.

Além disso, a nova geração de consumidores e investidores imobiliários, não carrega os traumas das experiências negativas de seus antecessores, estando muito mais conectados às tendências e projeções apresentados pelas pesquisas e inteligência de mercado. As empresas estão mais sérias e confiáveis, principalmente as de capital aberto e internacionais, que contam com a força dos acionistas para a concretização dos seus compromissos, como é o caso da Brookfield.

Para quem pensa em comprar um imóvel, essa é certamente a época mais segura, lucrativa e confortável para isso, com todas as áreas de influência proporcionando o melhor momento.

Até 2030, o pirâmide etária terá sofrido grandes mudanças, tendo aumentada a faixa de pessoas em idade financeiramente ativa, juntamente com o aumento das faixas socio-econômicas A, B e C.

Para quem pretende investir em um imóvel para futura revenda ou locação o mercado também terá seu espaço, uma vez que a migração entre estados e cidades de profissionais com suas famílias, estudantes e empresas, alimentará o mercado de imóveis prontos para uso, tanto para locação, como aquisição.

É uma excelente maneira de garantir uma boa renda no futuro, compondo de maneira mais saudável e inteligente, a saúde financeira das famílias e indivíduos, que passarão a gozar de uma maior expectativa de vida nos próximos anos.

 

Mas de maneira prática, como isso se aplica às pessoas que passam a entender que isso de fato é um momento adequado, seguro e um investimento inteligente?

Em geral, é preciso encontrar um consultor de sua confiança, e que realmente entenda todos esses movimentos de mercado, e como isso se alinha à realidade de cada indivíduo.

É preciso identificar quais as pretensões de uso do imóvel (investimento ou moradia própria ou de familiar), quais suas intenções em termos de valorização, e o tempo para isso (curto, médio ou longo prazo), quais seus recursos disponíveis para isso, etc. Mas acima de tudo, é importante que nos dias atuais, as pessoas comecem a considerar regiões diferentes, já que o aumento da população, aos poucos começa a dirigir e espalhar as concentrações demográficas.

Particularmente em Goiânia, ainda é possível encontrar preço de m2 muito abaixo das demais capitais com o mesmo ou até menor desenvolvimento econômico ou de infra-estrutura.

E isso significa ainda mais oportunidade de valorização para quem tem direcionado seus investimentos para essa região, que cresce de maneira destacada em comparação a outras cidades e estados.

 

De qualquer maneira, é imprescindível estar acompanhado de um bom profissional, além é claro, de buscar saber das experiências de outros investidores, amigos e parentes que já estão aproveitando das oportunidades do mercado atual.

 

Grande abraço, e até o próximo post.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s